Cedro da Virgínia – Óleo Essencial

Cedro da Virgínia – Óleo Essencial

Juniperus Virginiana

O óleo essencial de cedro é extraído por arraste de vapor das aparas da madeira da árvore Juniperus Virginiana da família Cupressaceae.

A árvore é nativa da América do Norte e pode crescer até aos 30 metros e viver centenas de anos!

 

Os nativos americanos usaram o óleo de cedro em processos medicinais e queimavam-no para purificação. Actualmente, a madeira é frequentemente usada na confecção de lápis e caixas.

Para além de ser usado em aromaterapia, o óleo essencial de Cedro da Virgínia também é amplamente utilizado pela indústria de perfumaria em formulações de fragrâncias para sabões/sabonetes, champôs , loções pós-barba, perfumes masculinos, desodorizantes, purificadores de ar e produtos de limpeza e conservação domésticos.

 

Características do óleo: Tem um aroma suave, amadeirado (faz lembrar o cheiro de lápis acabado de aparar) com um ligeiro toque de sândalo. Vai de incolor a amarelo acastanhado na cor e é viscoso. Nota aromática: Base

Precauções: Em alta concentração, o óleo de cedro pode irritar a pele. Como todos os óleos essenciais, deve ser evitado durante a gravidez. Não ingerir. Não usar sem diluir.

 

Propriedades terapêuticas:  É anti-seborreico, anti-séptico, anti-espasmódico, tónico, adstringente, diurético, emenagogo, expectorante, insecticida, fungicida e sedativo.

 

Usos: O óleo de cedro beneficia a pele graças às suas propriedades sedativas que, entre outras coisas, ajudam a aliviar as comichões. A sua acção adstringente é óptima para combater  o acne e a pele oleosa, bem como, no couro cabeludo, a caspa. Ele ajuda com infecções urinárias, actua como um tónico geral e tem um efeito significativo sobre as membranas mucosas.

 

Tem um efeito calmante e relaxante sobre a mente e é de grande ajuda em condições associadas com a ansiedade e tensão nervosa. Também é útil em casos de artrite e reumatismo.

 

Formas de utilização/benefícios:

 

– Sabão:  O óleo essencial de cedro é muitas vezes usado para ‘fixar’ aromas em sabonetes artesanais e produtos de higiene corporal. Pode ser usado em fórmulas para casos específicos, como a acne, caspa, eczema, cabelos oleosos, repelentes de insectos, pele oleosa e psoríase. Óleo essencial de cedro é muitas vezes usado para criar sabonetes com um perfume mais masculino.

 

– Queimadores e vaporizadores: Em aromaterapia, pode ser usado para a artrite, bronquite, reumatismo, problemas respiratórios, como um tónico geral e como um repelente de insectos.

 

– Misturado com óleo de massagem ou no banho: Misturado com um óleo de massagem ou diluído no banho, ajuda em casos de asma, bronquite, problemas respiratórios, catarro, cistite, dor nas articulações, pele oleosa e caspa. Devem tomar-se precauções para que não cause irritação nas membranas mucosas.

 

– Loções, cremes e champôs: Num creme, loção ou champô é benéfico para combater a pele oleosa e os problemas relacionados, como a dermatite e a psoríase, e para o couro cabeludo, aliviando-o da caspa.

 

O Óleo Essencial de Cedro da Virgínia combina bem com: Bergamota, sálvia, cipreste, zimbro, neroli, patchouli, petitgrain, rosa, sândalo, benjoim, canela, jasmim, lavanda, limão e alecrim.

Gostou deste artigo?Partilhe-o com os seus amigos e faça like na nossa pagina!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta